A Reprise Commerce analisa as disrupções e mudanças que afetam o comércio digital e como as marcas podem se adaptar

17 de janeiro de 2023 | Por Jareen Imam, Gerente sênior de conteúdo e editorial

Homem olhando para o celular e exclamando alegremente
cobertura da CES

Esta postagem do blog faz parte da cobertura da CES da Amazon Ads. Durante a conferência, que aconteceu entre 5 e 8 de janeiro de 2023, em Las Vegas, divulgamos novos insights, tendências e produtos que podem ajudar as marcas a aprimorar suas estratégias de marketing e expandir seus negócios.

O cenário do comércio digital está em constante evolução à medida que os sentimentos e hábitos dos consumidores mudam, como o uso de novas tecnologias e canais para descobrir e comprar os produtos de que precisam. Isso significa que as marcas precisam ser continuamente adaptáveis e ágeis para alcançar seus clientes em grande escala e, ao mesmo tempo, comunicar mensagens significativas.

Na CES, uma das conferências de tecnologia mais influentes do mundo, a Amazon Ads se reuniu com líderes de marca e agências parceiras em nosso estúdio de conteúdo para discutir maneiras por meio das quais eles estão se conectando com seu público-alvo, se mantendo em destaque e inspirando o amor e a lealdade à marca. Na conferência de 2023, entrevistamos Glen Conybeare, Presidente global da Reprise Commerce, uma agência global que faz parte do Interpublic Group, cobrindo todos os aspectos do comércio.

Durante a conversa, Conybeare compartilhou como o ambiente de comércio está se transformando e como as marcas podem se conectar e se engajar melhor com os compradores. Confira a entrevista abaixo para ver as ideias dele sobre as tendências do comércio e o que os profissionais de marketing podem aprender.

De que maneira as marcas mudaram a forma como interagem com os consumidores online?

As marcas que viram o crescimento dos negócios online continuaram melhorando suas estratégias. As marcas que ficaram paradas do ponto de vista da oferta, da capacidade e da execução provavelmente retrocederam. Tudo isso está ligado às expectativas dos consumidores, é claro, que aumentaram substancialmente.

Como o cenário do comércio evoluiu e por que isso é importante para marcas e profissionais de marketing?

Sair-se bem no comércio costumava significar conseguir converter a venda. Ainda significa, mas para se manter em destaque para os consumidores, as marcas precisam pensar da mesma forma durante a fase de descoberta, e também sobre como elas estão aparecendo para seu público-alvo.

Por exemplo, comprei recentemente um aspirador-robô e, durante a fase de pesquisa, visitei praticamente todas as opções que você pode imaginar. Visitei lojas online, pesquisei nas redes sociais, li resenhas. Depois de decidir o que comprar, comecei a pesquisar onde comprar, levando em consideração não apenas o custo, mas o valor agregado, por exemplo, se havia entrega expressa gratuita ou algum benefício oferecido pelo fabricante, como garantia estendida. Portanto, ao planejar estratégias de comércio, eu incentivo as marcas a pensarem no processo mais amplo pelo qual os consumidores passam, não apenas na página de detalhes do produto.

Qual é o maior desafio para o crescimento da marca atualmente?

Destacar-se na multidão. Para isso, você precisa ser ágil e também entender seus clientes. Fazer isso pode ajudar sua marca a ser descoberta e a se manter em destaque.

Como as marcas podem alcançar melhor os clientes, especialmente em um momento de fragmentação do público-alvo?

Estabeleça um orçamento de marketing para testes. Nós nos tornamos muito obcecados pelo retorno sobre gastos com anúncios, medindo literalmente cada centavo. A desvantagem de agir assim é que isso limita a criatividade e ficamos com medo de experimentar coisas novas. Eu encorajo as marcas a reservarem pelo menos 10% de seu orçamento para experimentação e testes: 8% podem não funcionar, mas 2% podem descobrir uma mina de ouro.

Algum conselho sobre como as marcas, especialmente as pequenas e médias empresas, podem continuar crescendo e atendendo seus clientes em tempos incertos da economia?

Concentre-se tanto na conversão quanto na aquisição de tráfego. Ainda vemos muitas marcas obcecadas em direcionar tráfego para o destino escolhido e, em seguida, prestar muito pouca atenção ao que acontece depois.

Um aumento muito pequeno na taxa de conversão pode transformar uma campanha de baixo desempenho em uma campanha excelente, portanto, certifique-se de que as Stores da sua marca, as páginas de detalhes do produto etc. sejam realmente as melhores da categoria.

Simplesmente adicionar um vídeo pode fazer uma grande diferença, por exemplo. Mas então vá mais longe: o que mais você poderia vender para ajudar a maximizar o lucro? Um desconto para compras em quantidade ou para um conjunto de produtos faz sentido? Essas táticas podem ter um efeito dramático na lucratividade da campanha.

O que o entusiasma sobre o futuro do comércio online?

O comércio online se tornará mais popular. O desafio, é claro, é garantir que isso também impacte menos nosso meio ambiente.

O que as marcas devem esperar do público em 2023?

Expectativas mais altas, menos paciência e, provavelmente, menos lealdade à marca. Em outras palavras, a combinação perfeita para uma disrupção. Isso é algo que já está acontecendo.